Elder Dias: O cachorrinho perneta e o valor das pessoas

Padre José é um especialista em deliciosas historietas ao conduzir seus sermões nas missas dominicais. Neste domingo, sua sensibilidade característica de sangue espanhol brindou novamente os fiéis que o acompanharam.

Era um menino que queria um cachorro para brincar. Foi até a loja de animais à procura de um. O dono lhe falou o preço:

- Aqui temos bichos de 50 a 100 reais.

O garoto tirou do bolso o que tinha, dez vezes a menos do que o valor mínimo. Mesmo assim, pediu ao proprietário para dar uma olhada nos cãezinhos.

- Claro, pode ficar à vontade, menino.

Ao entrar no espaço dos animais à venda, veio em seu rumo uma cadela com suas crias. Seis filhotes, sendo o último distanciado do grupo. O cachorrinho perseguia o grupo com dificuldade, mancando para tentar alcançar a turma.

O dono da loja explicou que o animal nascera com um problema no quadril e arrastaria a pata traseira por toda a vida. Ainda contava o problema quando o menino definiu sua escolha:

- Olha, senhor, é exatamente este o cachorrinho que eu quero. Tenho aqui só 5 reais, mas prometo pagar por ele com toda a minha mesada até quitar a dívida na loja!

O homem respondeu:

- Garoto, se for esse animalzinho mesmo, eu lhe dou de graça, não precisa pagar. Mas por que não escolhe outro? Este nunca vai poder contigo do jeito que você gostaria!

Mas o menino estava irredutível:

- É este que eu quero, não outro! E faço questão de lhe pagar corretamente cada centavo!

- Mas ele nunca vai poder correr atrás de uma bola com você, nem pular, nem saltitar...

Naquele momento, o rapazinho levantou a barra da calça e deixou à mostra a prótese que segurava o coto da perna direita.

- Eu sei bem o que é isso. E o cachorrinho vai precisar de quem entenda o que ele passa para cuidar bem dele.

A história acabou ali. E o movimento que faltava às pernas do cachorrinho revelou ao dono da loja – e aos fiéis daquela missa – o valor das pessoas. Certas coisas não têm preço.

    Você sabia que o OqueRola está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.