Festival Hip Rock une música, dança e grafite em um novo formato em Goiânia

Unir música, dança e grafite, apresentar trabalhos inéditos e difundir a cultura da cidade, tudo em um mesmo fim de semana. Está e a proposta do Festival Hip Rock, que rola nos dias 21 e 22 de outubro na sede do A Toca Coletivo, idealizador do projeto, no Jardim América, em Goiânia.

Com inscrições abertas até o dia 10 de outubro para músicos, bandas, MCs, dançarinos de break dance e grafiteiros que desejam apresentar suas criações em diversas categorias competitivas, o Festival Hip Rock tem a proposta de difundir a cultura do hip hop e do rock, priorizando as criações autorais e inéditas, que não tenham sido gravadas ou veiculadas em grandes mídias anteriormente.

O regulamento, a ficha de inscrição e demais informações estão disponíveis no site. As inscrições são gratuitas.

As categorias competitivas são: Campeonato de Break Dance (B-boys e B-girls); Batalha de MCs; campeonato de Música Autoral e a competição de Grafite, que irá acontecer durante todo o festival. Cada categoria terá premiações de primeiro, segundo e terceiro lugar em dinheiro ou em materiais. Os competidores das categorias Break Dance e Música Autoral terão notas atribuídas pelo júri convidado, enquanto os participantes da competição de Grafite e da Batalha de MCs serão julgados pelo público.

Curadoria

Nesta primeira edição do Festival Hip Rock, quem fica responsável pela curadoria dos artistas participantes são a cantora e compositora Mylena Avien e o cantor, compositor, produtor e músico Alex Fróes. Mylena é integrante do Coro da Orquestra Sinfônica de Goiânia, soprano coloratura, violonista e professora de música, além de já ter composto e executado trilhas sonoras para curtas-metragens. Já Alex participa de produções de eventos como Vozes do Gueto, Rap de Quebrada e Toca RAP, além de produzir beats, gravações e videoclipes de rap.

O júri

Integrando o time de jurados, estão o produtor cultural e músico João Lucas e o B-boy Afonso Melo. Eles serão responsáveis por atribuir as notas aos artistas das categorias Música Autoral e Break Dance, respectivamente.

João Lucas é idealizador da Fósforo Cultural, da Be Acid e coordenador do circuito Fora do Eixo Goiás. Como produtor, realiza o Festival Vaca Amarela, Grito Rock, Release Alternativo e Taca Boca. Como músico, participou de festivais do circuito independente com sua banda Johnny Suxxx and The Fucking Boys e recentemente lançou seu primeiro álbum solo, o “João Canta Brandão”, em que ele interpreta músicas do artista e produtor Carlos Brandão.

Afonso Melo, mais conhecido por Afonso Mega Break, é b-boy há mais de 12 anos e integra a Mega Break Crew, companhia de dança que é também um espaço cultural, onde promovem um trabalho constante de discussão e troca de experiências entre artistas das culturas urbanas. Ministrante de cursos e oficinas de Break Dance, Afonso já participou e venceu variados eventos e campeonatos nacionais e internacionais.

Para mais informações sobre o festival e o regulamento, acesse:

www.hiprockfestival.com.br

    Você sabia que o OqueRola está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.