Aline Mil: O pet da moda

Publicado em 07.07.2016


Aqui por essas bandas é comum que, a cada ano ou dois, um bichinho ou raça entre na moda. Falando especificamente de cachorros, você vai se lembrar que houve uma época em que todo bairro nobre da cidade tinha vários poodles saltitando pelas calçadas dos prédios. Depois veio a era yorkshire, com centenas de peludinhos marronzinhos de pituca no pêlo, felizes nas janelas dos carros. Daí veio um boom de shih-tzus, lhasa apsos, seguidos pelos simpáticos pugs.

Bom, e agora a onda da vez é ter um buldogue francês como membro da família. E não é à toa, eles são fofos, parecem sempre estar rindo, diferentes, gorduchos e atarracados. É o hipster do momento. E sabe qual tem sido a raça de cachorro mais abandonada nos pet shops de Goiânia? Adivinhe. Buldogues franceses.

bulgogue frances aline mil 2Essa raça surgiu ali por volta de 1.800 e é resultado de diversas modificações genéticas. Fiz uma pesquisa em sites especializados e páginas de clínicas veterinárias, conversei com um especialista, e esses são alguns dos principais problemas de saúde dos buldogues franceses:
Buldogues são braquicefálicos, ou seja, têm fucinho achatado. Isso significa predisposição para problemas respiratórios e dificuldades para lidar com o calor.
Dermatites: irritações na pele, principalmente nas dobrinhas do corpo e da face quando ficam úmidas. Há também a dermatite interdigital, que é a inflamação das patas e unhas.
Atopias: doença alérgica que causa muita coceira e vermelhidão na pele do animal.
Alergias alimentares: principalmente coceira por causa das proteínas dos alimentos.
Entrópion: problema com a pálpebra que pode irritar a superfície do globo ocular.
Catarata: pode causar a perda da transparência do cristalino do olho levando a cegueira.
Distriquíase: crescimento dos cílios fora do lugar normal, levando a irritação do olho.
Displasia coxo femoral: malformação da articulação do quadril, que resulta em dor, pode fazer o animal mancar ou ter artrose.
Dificuldade de parto: por conta da grande cabeça da raça, o bebê tem dificuldade de passar pelo no canal pélvico da mãe. Para o nascimento desses filhotes, normalmente, são feitas cesarianas.
O olho da cereja (cherry eyes): é o prolapso da terceira pálpebra. Isso quer dizer que uma membrana sai do lugar. Apesar de não ser uma lesão grave e não causar cegueira, o prolapso pode ser irritante e causar dor.

A lista segue longa. Vale lembrar ainda que os buldogues franceses são muito carentes, precisam de companhia e muito carinho. Eles podem chegar a pesar cerca de 14kg e, por terem patinhas curtas, não são cães que sobem e descem poltronas e sofás com facilidade.

Adquirir um animalzinho na empolgação ou dar um de presente sem saber se a pessoa vai poder realmente cuidar dele nunca é boa ideia. Afinal, é um ser vivo e não um bicho de pelúcia e isso significa que dá trabalho, responsabilidade e despesa. Imagine um filho que permanece com 2 anos de idade durante, pelo menos, uma década. É tipo isso.

Pense bem antes de adquirir um bicho de estimação. E, se possível, adote. Essa é sempre a melhor opção!

Posts Relacionados

Aline Mil

Jornalista formada pela Universidade Federal de Goiás. Já trabalhou em impresso, rádio, tv, mas gosta mesmo é de internet. Apaixonada por animais, é voluntária no Projeto Viva Gato em Goiânia - textos novos todas as quintas

Últimos posts por Aline Mil (exibir todos)



    COMENTÁRIOS