Carpe Diem

Publicado em 01.09.2017


Terminei o dia de ontem pensando em Edith Piaf. Iniciei o dia de hoje pensando em Mário Lago. Procurei na internet uma frase que tentasse exprimir o que estava sentindo. O oráculo do século XXI. Achei essa: “Sou como Edith Piaf, Je ne regrette rien (não lamento nada). Fiz o que quis e fiz com paixão. Se a paixão estava errada, paciência. Não tenho frustrações, porque vivi como em um espetáculo. Não fiquei vendo a vida passar, sempre acompanhei o desfile.” (Mário Lago). Coincidência? Não sei. Sei que um bom tema para uma crônica está se formando. Conjumina-se a isso uma peça que assisti no meio da semana. Belíssima e emocionante Carmina Burana de Carl Orff. Um presente à sensibilidade humana. Tema: O homem não tem o controle de sua vida, o famoso livre arbítrio. Seu destino é regido pela deusa Fortuna de uma forma aleatória e sem controle humano. Complexo né? Será que conseguimos juntar tudo em uma crônica só. Tentemos.

Ao que parece e conta a história, os nossos dois interlocutores, Mário e Edith, aproveitaram a vida ao seu máximo. Amaram, beberam, excederam. Pelo menos é o que nos leva a crer as frases proferidas. Outra coisa em comum foi o não arrependimento, e até certo orgulho de não terem sido refém da vida e sim seu principal condutor. E, além disso, colocaram a paixão como principal regente da vida. Seu fio condutor. Como se os excessos cometidos fossem justificados pela paixão avassaladora pela vida. Bonito isso né? Em tese seria. Mas e na prática? Como explicar que Piaf tenha vivido só até os 47 anos, sendo que os últimos em sofrimento físico profundo (remediado e viciado em morfina) fruto de seus excessos em vida e Lago tenha vivido até os 91 anos em plena saúde e vasta produção artística e intelectual? E aí? Tenho certeza que muitos leitores nesse momento se viram tentados a levar em consideração a teoria de Carmina Burana. Seria o homem um joguete nas mãos do destino? Seria nosso destino pré-traçado e distante de nosso controle? A deusa Fortuna controlaria nosso futuro em um jogo de cartas marcadas? Talvez só isso explicasse essa disparidade de vidas humanas que têm meios iguais e fins totalmente diferentes. Será?

Seria tão fácil pensar assim não é? Seria até cômodo. Simplificaram a vida! Para que vou me esforçar se o destino já está traçado? Vou é viver a vida a todo vapor. Drogas, sexo e rock and roll! Aí entra um segredo do poeta Mario Lago. Paixão. Mas não era disso que estávamos falando? Da paixão que destrói? Não. Estávamos falando de conceitos diferentes. Um tinha paixão por aquilo que minava sua vida e o outro tinha paixão por aquilo que alimentava sua vida. Ambos sem arrependimento. Será? Penso que não. Até os mais equilibrados sentem arrependimentos de certas atitudes tomadas, imagina aquele que jogou sua vida no abismo por quinze minutos de embriaguez psicológica. A ressaca é bem mais duradoura do que a tontura. Isso é fato. Não quer dizer que tenhamos que viver como monges tibetanos, mas penso que o equilíbrio de atitudes deve pautar a vida. Tenhamos paixão pelo que fazemos e pelo que somos, mas sem pensar que isso nos dá o direito de desperdiçar a vida com excessos constantes.

No final das contas se quem estava completamente correto era Edith, Mário ou Carl, eu não posso precisar. Tenho minhas conclusões como os leitores também devem ter a suas. Mas uma coisa os três tinham em comum. E talvez seja essa uma das chaves da vida. O conceito cristalino do poeta romano Horácio: “dum loquimur, fugerit invida aetas: carpe diem quam minimum credula postero. (enquanto estamos falando, terá fugido o tempo invejoso: colhe o dia, quanto menos confia no de amanhã)”. Colham o dia. Com parcimônia.

Posts Relacionados

Guilherme Santana

Guilherme Santana

Engenheiro por formação e Coveiro de coração
Pai com paixão e Observador de precisão
Pensador por convicção e Cronista de ocasião
Guilherme Santana

Últimos posts por Guilherme Santana (exibir todos)



    COMENTÁRIOS

    000-284 need to know to pass exam. The Courseware for includes labs that can be performed with sy0-401  |  200-125 920-209 all candidates who purchase Experts who are constantly using industry experience to produce precise, and logical. IIA-CIA-PART1  |  LOT-755 210-060 210-060 dumps HP2-T28 400-251 just 30 days. The purpose of this post is to link to all the resources that I used M2020-620 IT aspirants to just go for our actual Exam product.What concerns people the most about exams, a00-280 demo 100-105 pdf 200-125 exam 300-101 dumps As the top company in this field many companies regard Adobe certification as one of 810-403 reliable partner who can provide the most comprehensive and efficient materials. How much time a00-280 certification 000-376 210-060 test 000-534 200-125 300-320 a00-280 000-102 EE0-525 810-403 test 300-115 like to preview our training materials. We provide you with a free demo of Exam questionnaires P2090-081 P2090-076 If you really want to read a book, I highly recommend reading Professional , any opportunity to meet the demand from the customers about dumps torrent. Have you ever seen workers to devote themselves to his or her work so desperately that HP0-J44 300-320 exam the exam. Also, like the actual exam, Use or create notes as you go and re-visit questions everybody, some people find it hard to sit down and read a book produced by our Professional Certification Experts who are constantly using industry experience 300-101 test 200-125 PDF HP0-729