Documentário que discute mudanças climáticas e bancada ruralista será exibido na UFG

Publicado em 15.05.2017


Ao assinar o Acordo de Paris, em setembro de 2016, o Brasil se comprometeu (junto com outros 194 países) a realizar uma série de medidas para reduzir a mudança climática e seus impactos ambientais. Mas, considerando o atual cenário político e econômico, será possível cumprir esse acordo e evitar maiores desastres ecológicos? Essa inquietação foi uma das que levou a produção do documentário SEM CLIMA – UMA REPÚBLICA CONTROLADA PELO AGRONEGÓCIO. O filme será exibido nesta quarta-feira (17) no Cine UFG, em sessão gratuita seguida de debate com especialistas.

O projeto foi financiado pela Escola de Ativismo, com produção jornalística do De Olho nos Ruralistas – um observatório sobre agronegócio no Brasil – e produção audiovisual da TV Drone. Greenpeace e TVT cederam imagens para o vídeo. Para a produção do documentário, os jornalistas envolvidos entrevistaram durante sete meses parlamentares e especialistas no tema. A equipe foi até Brasília, para conversar com integrantes da bancada ruralista e terminou expulsa da sede da Frente Parlamentar da Agropecuária. Ainda assim, foram persistentes e o documentário foi lançado em março deste ano, chegando agora a Goiânia.

Entre os principais objetivos do grupo que integra o observatório De Olho nos Ruralistas, está verificar como os parlamentares tem agido em relação ao tema. Que leis estão aprovando, que projetos (relativos a desmatamento e terras indígenas, por exemplo) podem ameaçar os compromissos assumidos pelo Brasil no Acordo de Paris? E o que pensam os parlamentares e lideranças críticos desse modelo ruralista?

Entre os entrevistados estão os deputados ruralistas Luis Carlos Heinze (PP-RS) e Alceu Moreira (PMDB-RS). Pela bancada socioambiental falaram Alessandro Molon (Rede-RJ), Edmilson Rodrigues (PSOL-PA) e Nilto Tatto (PT-SP). Além de vários especialistas em ambiente e clima.

LER  UFG realiza nova seleção para vagas remanescentes do Processo Seletivo

Após a exibição haverá debate com a presença da professora da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC/UFG), Luciene Dias, do professor do Instituto de Estudos Socioambientais (IESA/UFG), e Adriano Rodrigues de Oliveira, e Paulo César Moreira, coordenador nacional da Comissão Pastoral da Terra (CPT). Para quem estiver por perto do Campus Sambaia da UFG será uma excelente oportunidade para debater a relação entre as mudanças climáticas e o agronegócio no Brasil.

Serviço
Data: 17 de maio, quarta-feira
Horario: período matutino – das 8h às 11h.
Local: Cine UFG, Campus Samambaia.
Para saber mais clique aqui.

 

 

 

Posts Relacionados

Lillian Bento
Lillian Bento

Últimos posts por Lillian Bento (exibir todos)



    COMENTÁRIOS